PROJOTA

PROJOTA

Contato
PRESS KIT

Tiago Sabino conquistou seu espaço com canções que misturam temas sociais, políticos através de três álbuns, incluindo “A Milenar Arte de Meter o Louco”, mais recente disco lançado em julho. O Rhythm and Poetry que traduz a essência da música rap sempre foi o ponto de partida de Projota. O estilo musical do rapper que cresceu na periferia de São Paulo evoluiu nos últimos anos, sempre trazendo um cuidado especial com as palavras, a rima e as mensagens. Discursos permeados de amor, paz e esperança ao lado de letras que exaltam as causas políticas e sociais, a essência do hip hop. O sucesso da poesia de Projota pode ser visto em mais de 130 composições que levam sua assinatura e, também, nos números superlativos dos seus últimos álbuns. O “3Fs Ao Vivo”, gravado em julho do ano passado com as participações de Anitta, Marcelo D2 e a dupla Rashid e Kamau, recebeu Disco de Platina por sua vendagem superior a 80 mil cópias. O seu álbum de estreia “Foco, Força e Fé”, de 2014, também recebeu a certificação de Disco de Ouro. O mais recente lançamento do rapper, “A Milenar Arte de Meter o Louco”, lançado em julho, conta com o single “Oh, Meu Deus”, que emplacou a música entre as mais tocadas nas rádios do Brasil e com clipe com mais 36 milhões de views em seu canal na VEVO. Já a música Linda, parceria com o duo Anavitoria, o rapper entrou no TOP 30 do Spotify e o clipe, no seu canal da VEVO já foi visto por mais de 17 milhões de visualizações. Uma das músicas do “3Fs Ao Vivo”, conhecida como “Ela só quer paz”, se transformou em um verdadeiro hit, levando Projota ao topo dos serviços de streaming em 2016 como o artista pop/urbano com a faixa mais escutada. A música ficou mais de três meses entre as dez mais ouvidas de plataformas digitais como Spotify, iTunes e Deezer, superando, ainda, a marca de mais de 100 milhões de views no Youtube. Uma conquista para o paulistano que começou a carreira com o coletivo “Na Humilde Crew” e passou a se destacar nas batalhas de MCs na capital paulista. Não é exagero afirmar que Projota ocupa, hoje, um lugar de destaque na música brasileira e sente-se orgulhoso de levar o rap de volta às paradas de sucesso. Segundo o próprio cantor, seu intuito é transformar vidas por meio da arte. Batidas fortes, verbo contundente, refrãos marcantes e atitude fazem de sua música uma forma de dizer às pessoas que “Foco, Força e Fé” são a receita para vencer. Depois de ganhar notoriedade com o single “Mulher”, em 2013, a carreira do compositor e produtor musical decolou. Além de dezenas de sucessos na internet, Projota teve cinco de suas músicas em trilhas de novelas da TV Globo. O rapper emplacou sete músicas entre as mais tocadas nas rádios nos últimos dois anos. Entre elas, “O Homem que não tinha nada”, “Enquanto você dormia” e “Cobertor”. Ao lado do cantor Thiaguinho, interpretou a música tema dos Jogos Olímpicos Rio 2016: “Alma e Coração”, escolhida entre dezenas de canções enviadas por compositores brasileiros. A letra fala sobre a atitude positiva e a luta dos brasileiros para alcançarem seu próprio espaço na sociedade – coisa que Projota conquistou com muito trabalho e dedicação. Depois de trabalhar como balconista e entregador, chegou a cursar Educação Física antes de largar tudo e viver de música. Entre os prêmios recebidos pelo rapper, destaque para o concurso “Meus Prêmios Nick 2016”, em que “Ela Só Quer Paz” foi eleita a Música do Ano. Também venceu o “Prêmio Jovem Brasileiro”, em 2014, como Melhor Cantor, e a “Retrospectiva UOL”, com o Melhor Álbum de Rap Nacional . E não para por aí: como destaque internacional, Projota foi indicado ao prêmio de “Melhor Artista Brasileiro” no Europe Music Awards 2016 (EMA), representando o país ao lado de Anitta, Karol Conka, Tiago Iorc e Ludmilla. Em 2017, Projota fez sua estreia como ator na série “Carcereiros”, da TV Globo. Baseada no livro homônimo de Dráuzio Varella, lançado em 2012, o folhetim mostra o universo dos presídios e conta com Rodrigo Lombardi, Matheus Nachtergaele, Ailton Graça, Letícia Sabatella, Giovanna Rispoli e Othon Bastos no elenco. Projota é um dos prisioneiros na série. Também em 2017, o rapper lançou em julho o novo álbum “A Milenar Arte de Meter o Louco”, pela Universal Music. Os fãs já aprovaram o novo trabalho e só com o single “Oh, Meu Deus”, Projota emplacou a música entre as mais tocadas nas rádios do Brasil e com clipe com mais 36 milhões de views em seu canal na VEVO. O segundo single “Linda” em parceria com o duo Anavitoria chegou ao TOP 30 do Spotify, 13 milhões de visualizações do clipe no canal do rapper na VEVO e uma das músicas mais tocadas nas rádios. O terceiro single desse novo álbum, que leva o nome do disco, “A Milenar Arte de Meter o Louco”, já conta com quase 3 milhões de visualizações no canal do rapper.

Copyright © Blitz Produtora - Shows e Eventos
Blitz Produtora - Shows e Eventos